segunda-feira, 4 de janeiro de 2016

Os Perigos dos Modismo e movimento Atual

<
Pregadores que não se preocupam em expor a Palavra — pois a sua missão é movimentar as massas — se valem de perguntas como esta: "Tem sapato de fogo aí, irmão?" Com muita tristeza assisti a um vídeo em que alguém que já foi considerado, unanimemente, o maior expoente da Assembléia de Deus no Brasil participa de um espetáculo deprimente. No tal vídeo, o pregador é chamado por um animador de auditório, que, apertando a sua mão, pergunta-lhe: "Pastor fulano, tem sapato de fogo? Tem sapaaato?" E ele balança a cabeça, em sinal de aprovação. Quer saber o que aconteceu? Bastou um sopro — e não um soco — para levá-lo à lona, quer dizer, ao chão... Fiquei pensando: Meu Deus, um homem que já foi um referencial para muitos jovens pregadores, um defensor das verdades centrais da fé cristã, alguém que admirei, cujos livros e comentários bíblicos para escola dominical eu li, caído ao chão... E ainda acreditando que está certo. Que Deus nos guarde, e que vigiemos, a fim de que jamais apostatemos da fé" - (ZIBORDI, Ciro S. Erros que os Pregadores devem evitar, CPAD Dizendo-se cheios do Espírito, os adeptos desse novo "mover do Espírito" na igreja começaram a manifestar-se de maneira estranha e até exótica. Em dado momento, todos punham-se a rir de maneira incontrolável; alguns chegavam a rolar pelo chão. Justificando essa bizarria, alegam tratar-se de santa gargalhada. Outros vão mais longe: não se limitam ao estrepitoso dos risos e saem urrando como se fossem leões; balindo, como carneiros; ou gritando, como guerreiros. E ainda outros “caem no Espírito”. . Embora existam casos de prostração na Bíblia sagrada (Ez 1.28, 43.3; Dn 10.8-9; At 9.4), estes eventos tratam de experiências espirituais e não de doutrina bíblica, pois como diz Claudionor Correia de Andrade, outro teólogo pentecostal: "(o cair no Espírito) não têm foro de doutrina, nem argumentos para se alicerçar um costume, nem para se reivindicar uma liturgia; não podem sacramentar alguma prática. Afinal, reação é reação; apesar de semelhantes, diferem entre si. Como hão de fundamentar dogmas de fé?" . Infelizmente para a galera do "Avivamento Extravagante" a experiência está acima da Bíblia, e esse pentecostalismo subjetivo tem levado o movimento ao descredito. Somente Deus para livrar a Igreja do poder desses enganadores, animadores de auditório, que se insurgem contra a Palavra de Deus colocando os seus sentimentos acima da vontade do nosso Senhor. . Quanto ao tal "Sapato de Fogo", cabe dizer que além de não ser bíblico, é de uma inutilidade tremenda. Para que serve um sapato de fogo? Só se for para esquentar os pés, e ainda assim existe o perigo de se queimar a meia... Enquanto os seguidores de modismos buscam o tal sapato de fogo, Deus em sua Palavra nos ensina a "calçar os pés na preparação do evangelho da paz" (Ef 6.15).

quinta-feira, 24 de dezembro de 2015

O Valentes de Davi

<
Os Valentes de Davi 2 Samuel 23:11-12 Introdução A palavra "guerra" fascina a maioria dos cristãos. Em especial os louvores que tenham a ver com esta palavra. O que acontece quando estamos em meio à batalha, cedemos e caímos? Os filisteus estavam em constante batalha e guerra contra Israel. Os valentes de Davi, homens de guerra, adestrados para a batalha sob a direção do Davi lutavam contra seus inimigos corajosamente. Cada um tem uma característica muito especial, mas há um que reflete a vida do crente em determinadas situações em que terá que decidir-se: Samá. 1. O trabalho da Sama Em tempo de guerra, arou a terra, semeou lentilhas e cuidava do plantio. Estava preocupado com sua família, pelo sustento deles. De repente ocorre o inesperado: os filisteus atacam. Eles atacavam quando próximo à colheita. Inteligentes os filisteus. Se aplicarmos a nossa vida, veremos que Satanás ataca quando o fruto cresce, para queimá-lo, atacar-nos e destruir-nos, o que com tanto esforço semeamos. 2. A covardia do povo O povo saiu correndo, apavorado, com medo. Não defenderam o que era deles, deixaram tudo nas mãos dos filisteus. O povo se rendeu antes de lutar, correu, fugiu. Qual é a nossa atitude diante de determinados problemas? Corremos? Enfrentamos? Deixamos para Satanás nossa bênção e corremos até lugar "seguro"? Não sejamos como este povo, não corramos, enfrentemo-lo. 3. Sama parou no meio do campo e lutou Não correu, enfrentou-os, defendeu o trabalho que havia feito. Não se queixou, atuou. Parou no meio do campo e lutou. Alguma vez te puseste há pensar quantos filisteus atacaram nessa ocasião? 100? 1000? Talvez mais, talvez menos. O que importa é que não saiu correndo como os outros, enfrentou-os. Tenhamos uma determinação igual? Defendamos e atuemos corajosamente. 4. Matou aos filisteus e Jeová lhe deu a vitória sobre seus inimigos Talvez Sama tenha dito: é meu campo, minhas lentilhas, o alimento de meus filhos, minha herdade. É minha bênção, o que eu trabalhei e lutei. 5.Que inspiração tinha Sama? O que impulsionou a Sama há tomar tal determinação? Talvez tenha se lembrado de um jovenzinho chamado Davi que não se acovardou diante de um gigante chamado Golias e o enfrentou corajosamente com a confiança que Deus dá a seus valentes. Esta era a inspiração da Sama: Davi, seu rei. Qual é nossa inspiração? Claro: Jesus. Sabia o seu fim: a cruz, e não retrocedeu, enfrentou-a corajosamente. Façamos o mesmo também nós. Somos sacerdócio real, nação Santa, os filhos de um grande Rei e Supremo Criador. Podemos fazer duas coisas em determinada situação: 1. correr como o povo e deixar o que tanto trabalho deu para semear não tenha valor. 2. parar no meio do campo e lutar Você escolhe: lutar ou morrer Se olhares bem, tudo tem um por que: Os filisteus é Satanás. O campo de lentilhas, nossa bênção como filhos de Deus, as pessoas que consolidamos; Sama pode ser você, ou também pode ser o povo que fugiu. Conclusão Os valentes de David nem sempre foram valentes, eram pessoas comuns. 1º Samuel 22:1-2. É a passagem da cova do Adulam. O que havia ali? Vagabundos, exilados, amargurados, endividados, gente que havia saído de seu círculo social por serem considerados escória humana. Se você gosta de especular, não me cabe a menor dúvida que ali se encontravam os que em um futuro seriam os valentes do David, medita nisto e passe a lutar.

terça-feira, 22 de dezembro de 2015

O Verdadeiro Sentido do Natal! Para Nossas Vidas

O Verdadeiro Sentido do Natal O que deve ser o Natal para nós, e como devemos comemorá-lo? Leia Mateus 2:1-12 para ver o que ocorreu quando o Jesus nasceu. Já leu? Beleza, vamos continuar. Podemos ver que os magos vindos do Oriente estavam em uma busca para encontrar o rei dos Judeus que havia nascido; para adorá-lo e dar presentes. Diante disso, podemos citar três pontos do que é o natal, apenas usando os “magos” como exemplo. O primeiro é: NATAL é uma busca constante do verdadeiro Jesus! Do versículo 1 até o 9, podemos ver a busca que os magos fizeram para encontrar o rei dos Judeus, que havia nascido. Eles fizeram uma longa viajem, e por isso, o natal é uma busca constante por Jesus. Devemos buscar a Cristo de todo o coração! Segundo ponto: NATAL é uma adoração constante ao verdadeiro Jesus! No versículo 2 podemos ver que os magos estavam nessa busca para adorar a Jesus. No versículo 11 vemos que a primeira coisa que fizeram ao ver o menino foi prostrar-se e adorá-lo. Não existe Natal sem o compromisso de adorar a Cristo. Normalmente, vemos que o natal é comemorado com bebedeiras, festas, entre outros, mas isso não agrada a Deus. E precisamos adorar em Espírito e em verdade. “No entanto, está chegando a hora, e de fato já chegou, em que os verdadeiros adoradores adorarão o Pai em espírito e em verdade. São estes os adoradores que o Pai procura.” – João 4:23 NVI Devemos viver para adorar a Deus com um coração preparado. Quando Jesus diz que devemos adorar em Espírito e verdade Ele quer dizer que não estamos presos a um templo. Por isso, a adoração é um estilo de vida. Assim, podemos adorá-lo diariamente. Terceiro ponto: NATAL é abrir o coração e oferecer presentes a Jesus! No versículo 11 vemos também que os magos deram presentes para Jesus. Não existe uma base bíblica para isso, mas alguns teólogos (não lembro mais das minha fontes. Dá um desconto, faz um ano heheeh) acreditam que esses presentes podem simbolizar algumas coisas: Ouro, que simboliza a realeza de Cristo, sua divindade. Incenso, que pode simbolizar a pureza de Cristo. Mirra, que pode simbolizar o sacrifício, a morte, visto que era usado para embalsamento. E como podemos presentear a Jesus? Com nossa vida! Gravem Romanos 12:1 na mente de vocês, que diz assim: “Portanto, irmãos, rogo-lhes pelas misericórdias de Deus que se ofereçam em sacrifício vivo, santo e agradável a Deus; este é o culto racional de vocês.” – Romanos 12:1 NVI Ou seja, basta abrir nossos tesouros, nossos corações, e apresentar a Jesus. Ele nasceu em nossos corações. E Ele pagou um preço muito caro para nos salvar e estar conosco. Então, vamos lembrar dEle, com alegria! Podemos adorá-lo com nossa vida e amando as pessoas a nossa volta. Natal é tempo de estarmos em família. Buscar a Cristo, adorá-lo e presenteá-lo, com muita alegria no coração. E lembrem-se, todo dia pode ser Natal! Um abraço pra vocês!

Entendendo o Chamado de Deus

Jeremias 1.1-10 -Introdução: Já teve a sensação de chamar alguém e a pessoa não responder, ou de ouvir alguém chamando e não saber quem é ou de onde é? Assim Deus se sente quando não ouvimos o Seu chamado. Às vezes até ouvimos e não entendemos. Você crê que Deus tem um chamado para você? Como posso entender o chamado de Deus para mim? 1- Deus considera a nossa história de vida; v.1-3 Ele entra em nossa vida e muda tudo, transformando a nossa história e daqueles que nos cercam. 2- Tudo começa quando ouvimos a voz de Deus; v.4 Se você ouve a voz de Deus, você é alguém chamado por Ele, mesmo que não entenda bem isso ainda. 3- Somos marcados por Deus e escolhidos pó Ele; v.5 É algo maior do que nós, está em nossa vida marcado. 4- Deus supera nossas limitações; v.6-7 Não importa nossas dificuldades, precisamos parar de olhar para Elas e confiar em Deus. Se Ele vê o potencial em nós nem nós mesmos podemos negar. 5- Não há o que temer; v.8 Com Cristo tudo é guiado por Ele. Como os discípulos que foram chamados para entrar no barco. 6- Deus nos capacita; v.9 Ele nos toca, coloca as palavras certas (Marcos 13.11). 7- É preciso coragem para lutar; v.10 Vencendo todo o mal e construindo o bem. Não é fácil, é difícil, mas é o melhor. -CONCLUSÃO: João 15.16 Aceite o propósito de Deus para sua vida e viva o chamado que Ele tem pra você. A conseqüência é que você será muito feliz. Para quê Deus precisa chamar pessoas aqui? -Cântico: tenho um chamado. -Oração: altar ou de joelhos. Pr Luiz Carlos

quinta-feira, 3 de dezembro de 2015

Video que Me tocou

Sem Palavras !

Posted by Não Tá Na Bíblia on Quinta, 3 de dezembro de 2015

sexta-feira, 27 de novembro de 2015

Projeto Semear 9 Anos de Muitas vitorias

!Que a Paz e a Graça de Nosso Senhor jesus sejam Com todos amados(a) É Um Motivo de Muita Alegria e amor Que Venho Agradecer a todos Nossos Leitores e Amigos,Nosso Blog tem sido um Motivo de Muita alegria Somente No Mês de outubro-novembro foram mais De 7 Mil acessos e o que me Deixa Mais Feliz que 60% sao de outros Estados e até fora do Pais,louvo a Deus por tudo,durante o inicio desse Projeto foram mais de 400 mil acessos,mesmo com dura Persiguiçao e Boicotes eu Nao desistir desse Projeto,recebi diversos emais de Pessoas que foram abençoadas Pelas Materias e prostagens do Blog ,e fico Muito Feliz que Voce Faz Parte desse Projeto. Que Deus abençoa sua vida em Nome Deus Jesus... Pr Luiz Carlos Santos

Heresia Na Musicas Evangelica

Lamentavelmente a Igreja brasileira tem experimentado nos últimos anos uma variedade enorme de falsos ensinos. São tantas as heresias disfarçadas de "doutrinas" que é impossível não sentir-se envergonhado diante de tanta aberração. Infelizmente boa parte destas discrepâncias teológicas se deve as canções cantadas em nossas igrejas. Ora, por favor, pare, pense e reflita nas letras das músicas que são tocadas nos cultos evangélicos. Sinceramente algumas delas são absurdamente ridículas, além obviamente de um mal gosto musical que denota a incompetência dos compositores. Se não bastasse isso, os princípios teológicos disseminados nestas canções são destruidores. Sinceramente fico a pensar por que os músicos de nossas comunidades evangélicas não submetem suas "poesias" a pessoas qualificadas para que à luz das Escrituras avalie o conteúdo de suas canções. Para piorar a situação algumas destas pérolas musicais descaradamente atentam contra o vernáculo ultrapassando em muito a liberdade poética fazendo-nos ruborizar diante de tanta ignorância. Junta-se a isso que os louvores cantados em nossas reuniões são extremamente antropocêntricos, o que nitidamente se percebe em nossos encontros congregacionais. Se fizermos uma análise de nossas liturgias chegaremos a conclusão que boa parte das canções que entoamos são feitas na primeira pessoa do singular, cujas letras prioritariamente reivindicam as bênçãos de Deus. Pois é, numa liturgia preponderantemente hedonista, os evangélicos são extravagantes, querem de volta o que é seu, necessitam de restituição, determinam a prosperidade, tocam no altar, pedem chuva, cantam mantras repetitivos erotizando sua relação com Deus, desejando da parte do Criador, beijos, abraços e colo. Caro leitor, sem sombra de dúvidas vivemos dias complicadíssimos onde o Todo-poderoso foi transformado pelos falsos apóstolos em gênio da lâmpada mágica, cuja missão prioritária é promover satisfação aos crentes. Diante disto, precisamos orar ao Senhor pedindo a Ele que nos livre definitivamente desse louvor, filho bastardo da indústria mercantilista gospel, o qual nos tem nos empurrado goela abaixo, conceitos e valores anticristãos cujo objetivo final não é a glória de Deus, mas satisfação dos homens. Pense nisso! Renato Vargens

Estudo Sobre a Diferença dos Pentecostais,tradicionais e Neopentecostais

quinta-feira, 19 de novembro de 2015

Versículos que não estão na Bíblia e mesmo assim são ditos por alguns crentes

Há muitos irmãos que, infelizmente, pela falta de um minimo interesse de conhecer as Escrituras, saem por ai repedindo frases que ouviram por terceiros e com a plena convicção de que elas estão realmente escritas na Bíblia, o que não é verdade. Não é por que uma frase faz sentido que nós devemos abraça-la e crer que ela saiu da boca de Deus. Vai um alerta para todos aqueles que adoram utilizar bordões prontos e tem preguiça de ler a Bíblia, para todos estes citamos apenas um versículo que está de fato nas Escrituras: "O meu povo perece por falta de conhecimento. (Oséas 4:6) "O POUCO COM DEUS É MUITO". Há pregadores citando essa frase como se fosse bíblica. É verdade que a matemática de Deus é diferente, pois quanto mais se tira tanto mais é acrescentado (“Um dá liberalmente, e se torna mais rico; outro retém mais do que é justo, e se empobrece. Pv 11.24”). Todavia, conquanto a frase em questão seja correta, não está registrada no Livro Sagrado. "ATÉ 1000 IRÁ; DE 2000 NÃO PASSARÁ" Muitos "profetas" a usaram para alertar acerca da iminente volta de Cristo, antes ou durante o ano 2000. Mas o que a Bíblia realmente diz acerca da vinda de Jesus? As palavras de Cristo quanto ao Arrebatamento da Igreja são mais do que claras: "... daquele dia e hora ninguém sabe..." (Mt 24:36). Leia também Atos 1:7, I Tessalonissenses 5:1 e II Pedro 3:8. "DA SEMENTE DA MULHER LEVANTAREI UM QUE ESMAGARÁ A CABEÇA DA SERPENTE" O texto de Gn 3:15 não diz o que está acima, veja: "E porei inimizade entre ti e a mulher, e entre a tua semente e a sua semente; esta te ferirá a cabeça e tu lhe ferirás o calcanhar". Não se utiliza o termo esmagar em Gênesis, o que seria uma destruição final de Satanás, mas sim em Rm.16:20: "... o Deus de paz esmagará em breve Satanás debaixo de vossos pés" "DEUS CEGOU OS ENTENDIMENTOS DOS INCRÉDULOS" A Bíblia diz: "... o deus deste século cegou os entendimentos dos incrédulos, para que lhes não resplandeça a luz do evangelho da glória de Cristo, que é a imagem de Deus" (II Co 4:4) "DIGA-ME COM QUEM TU ANDAS, E EU TE DIREI QUEM ÉS" Este versículo não existe, embora o livro de Provérbios traz a ideia: "O homem violento persuade o seu companheiro, e guia-o por caminho não bom" (Pv 16:29) "É DANDO QUE SE RECEBE" Acredito que as pessoas que mencionam este pseudo-versículo, o confundem com o seguinte: Tenho-vos mostrado em tudo que, trabalhando assim, é necessário auxiliar os enfermos, e recordar as palavras do Senhor Jesus, que disse: Mais bem-aventurada coisa é dar do que receber. At. 20:35 "QUEM COM FERRO FERE, COM FERRO SERÁ FERIDO" Essa frase, empregada para enfatizar a justiça de Deus, não está registrada na Bíblia Sagrada. É uma deturpação das palavras de Jesus a Pedro: "Mete no seu lugar a tua espada; porque todos os que lançarem mão da espada à espada morrerão" (Mt 26.52). "EU VENCI O MUNDO, E VÓS VENCEREIS" João 16:33 diz: "Tenho-vos dito isto para que em mim tenhais paz; no mundo tereis aflições, mas tende bom ânimo, eu venci o mundo". Não está no texto: "e vós vencereis" "O AMOR ENCOBRE UMA MULTIDÃO DE PECADOS" Essa frase possui um acréscimo sutil, o prefixo "en", capaz de torcer a mensagem bíblica. Encobrir significa esconder, ocultar. E, de acordo com a Bíblia, "O que encobre as suas transgressões, nunca prosperará" (Pv 28.13). É preciso atentar para o que realmente as Escrituras dizem: "... o amor cobrirá uma multidão de pecados" (1 Pe 4.8). Cobrir, neste versículo, quer dizer perdoar. Como também no Salmo 32: "Bem-aventurado aquele cuja transgressão é perdoada, e cujo pecado é coberto" (v. 1); Já com relação a encobrir, vejamos o que diz a Palavra: "Confessei-te o meu pecado, e a minha maldade não encobri" (v. 5). "O DINHEIRO É A RAIZ DE TODOS OS MALES" O dinheiro é importante e precisamos dele para a nossa manutenção. O errado é pôr o coração nele (Mt 6.19-21). Paulo não condenou o dinheiro, mas sim a ganância e a avareza: "Porque o amor do dinheiro é a raiz de toda a espécie de males; e nessa cobiça alguns se desviaram da fé, e se traspassaram a si mesmos com muitas dores" (1 Tm 6.10). "A VOZ DO POVO É A VOZ DE DEUS." Quando Jesus andou na terra, a opinião do povo a seu respeito era variada. Uns o consideravam pecador (Jo 9.16) ou endemoninhado (Mt 12.24), e outros criam que era um profeta (Mt 16.13,14). Enquanto isso, a voz de Deus ecoava: "Este é o meu Filho amado, em quem me comprazo" (Mt 3.17). A voz do povo não é a voz do Senhor. "OS VICIADOS NÃO HERDARÃO O REINO DE DEUS" Qualquer leitor sincero da Bíblia será capaz de entender que Deus não aprova o vício, mas a questão é que não existe este “versículo” supracitado. "QUEM NÃO VEM PELO AMOR, VEM PELA DOR" Não existe este “versículo”, embora a ideia possa ser verdadeira. O sofrimento muitas vezes é um instrumento eficaz para conduzir o homem ao arrependimento. "MENTE VAZIA, OFICINA DO DIABO". De fato, a pessoa que não ocupa a sua mente com as "coisas que são de cima" (Cl 3.1,2) acaba ficando vulnerável aos ataques do adversário. Como ser espiritual, ele tem influência sobre a mente dos incrédulos (2 Co 4.4). Segue-se que a frase é apenas apropriada para ilustrar o papel do diabo como tentador, não devendo ser usada com um versículo sagrado. "NÃO CAI UMA FOLHA DE UMA ÁRVORE SEM A VONTADE DE DEUS." A Bíblia mostra claramente que Deus é o Controlador da natureza. Em Isaías 40.12-31, vemos como tem o Universo em sua mão e faz o que lhe apraz. Apesar disso, a frase em questão não é um versículo bíblico! "VINDE A MIM COMO ESTÁS" Jesus recebe o pecador arrependido na condição em que está e isto realmente pode e deve ser dito. Todavia, a frase em questão não está registrada nos Evangelhos, apesar de ser usada com frequência por muitos pregadores. Em seu lugar, caso queira citar a fonte bíblica, pode-se usar um versículo bíblico autêntico, como Mateus 11.28: "Vinde a mim, todos os que estais cansados e oprimidos, e eu vos aliviarei". "ESFORÇA-TE E EU TE AJUDAREI." A expressão "Esforça-te" aparece na Bíblia, mas nunca acompanhada da frase "Eu te ajudarei". "Esforça-te, e tem bom ânimo" (Js 1.6,7,9,18; 1 Cr 22.13; 28.20); "Esforça-te, e esforcemo-nos" (1 Cr 19.13); "Esforça-te, e faze a obra" (1 Cr 28.10); "Esforça-te, e clama" (Gl 4.27). Apesar disso, não há dúvida de que o Senhor ajuda os que se esforçam. "FAZEI O BEM SEM OLHAR A QUEM ." Essa frase é uma distorção de Gálatas 6.10: "Então, enquanto temos tempo, façamos bem a todos, mas principalmente aos domésticos da fé". O cristão deve fazer o bem, pois ele deve ter a bondade, um dos elementos do fruto do Espírito (Gl 5.22). Mas fazer o bem "de olhos fechados" pode ser perigoso. Cabe-nos ajudar as pessoas comprovadamente necessitadas: "Livremente abrirás a tua mão para o teu irmão, para o teu necessitado, e para o teu pobre na tua terra" (Dt 15.11). "JESUS É O MÉDICO DOS MÉDICOS". Nas Escrituras, não existe esta menção. Jesus é chamado de Senhor dos senhores e Rei dos reis (Ap 17.14). Em nenhum lugar ele é chamado de Médico dos médicos. A expressão hebraica que demonstra o seu poder de curar os enfermos é "Yahweh-Roph´eka", que significa "O Senhor que te sara", também traduzida como: "O Senhor, teu Médico" (Êx 15.26). "O CAIR É DO HOMEM, MAS O LEVANTAR É DE DEUS"... Essa frase é comumente usada para animar os irmãos que fracassam na fé. Quem a usa, tenta demonstrar que a pessoa caída não precisa se preocupar. Deus a levantará em tempo oportuno. Entretanto, se o homem não tomar uma posição, levantando-se, tal como o filho pródigo, Deus não o socorrerá (Lc 15.17-24). Fil 2:13 “...porque Deus é o que opera em vós tanto o querer como o efetuar, segundo a sua boa vontade.” Porque de Deus provem a vontade e também a força para levantar, mas o homem tem que fazer a parte dele. A Bíblia não diz: "Quando Deus se chegar a ti, chega-te para ele". O homem precisa querer, desejar se chegar a Deus. Em toda a Escritura, observa-se que Deus convida o homem a se levantar. Tiago 4:8 “Chegai-vos para Deus, e ele se chegará para vós”. E OUTROS: "Deus escreve certo por linhas tortas" "Deus tarda mas não falha" "A esperança é a última que morre" "Dá um passo para mim que eu dou dois para ti" "Deus ajuda que cedo madruga" "Cada um por si e Deus por todos" "O futuro a Deus pertence" "O diabo usa sapatinho de algodão" "Deus não escolhe os capacitados, capacita os escolhidos"

segunda-feira, 16 de novembro de 2015

A Igreja e o Evangelismo

Evangelizar não é uma simples prática da igreja, mas sim é a razão dela existir, nós somos a continuidade do trabalho que Jesus iniciou aqui na terra, por isso que nós fomos definidos como corpo de Cristo (Ef 1:22-23) e Ele a cabeça desse corpo. É na cabeça que fica o cérebro, que é responsável por todos os movimentos do corpo, seja ele voluntário ou involuntário. Esses movimentos são produzidos por estímulos que são enviados para os músculos. O estímulo que produz o movimento do corpo de Cristo (igreja) é o Espírito Santo. Quando uma igreja não evangeliza, ela perde a razão de existir, pois ela não está exercendo sua função de corpo. A palavra de Deus fala que Jesus percorria toda a Galiléia, ensinando nas sinagogas, pregando o evangelho do Reino e curando todas as doenças e enfermidades (Mt 4:23). Cristo continua essa obra ainda hoje, porém quem o leva somos nós, pois Cristo sendo a cabeça só consegue chegar nos lugares onde o seu corpo (igreja) o leva, afinal uma cabeça não anda sem um corpo para carregá-la. Dessa forma, uma igreja que não evangeliza deixa de ser evangélica, pois perde sua principal característica que é evangelizar. Não necessariamente o ato de pregar o evangelho tenha que ser feito em concentrações evangelísticas e outros movimentos, mas sim principalmente em ações, ou seja, com a nossa vida. Como dizia Agostinho a seus discípulos: “Vão e preguem o evangelho e se for necessário utilizem palavras”. O nosso papel e testemunhar de Cristo (At 1:8) para que todos saibam que Deus amou o mundo e reconciliou toda a humanidade com Ele, através de Cristo, por isso sejamos cartas de Cristo (2 Co 3:2-3) conhecida e lida por todos e nela está escrito SOMOS PERDOADOS.

Quando falta profecia, o povo se corrompe

Quando falta profecia, o povo se corrompe A pregação da genuína Palavra de Deus é para a Igreja o que uma vacina é para o nosso corpo. É um antídoto para o mal, é uma prevenção contra possíveis e prováveis problemas. Por isso a exposição das Escrituras faz falta. Não é de se estranhar a corrupção generalizada, o pecado crescente, o desânimo assolador, a frieza dos corações, os problemas relacionais e a falta de crescimento autêntico e de qualidade da Igreja no Brasil. Sobra títulos, sobra pompa, sobra espetáculo, sobra vaidade, sobra dinheiro, sobra tudo, mas falta a Palavra que direcione a igreja no caminho bom e direito. Facil julgar um jovem em caminhos ruins,mas nós temos feito uma visita? estamos preocupados mais conosco(falo de mim tambem)vejo a juventude mais afastada de Deus isso dentro das igrejas,precisamos fazer algo urgente. A responsabilidade, portanto, é da liderança. Os pastores e líderes precisam despertar para o que estão fazendo com a igreja. A Palavra de Deus tanto é vacina que previne o mal, o pecado na Igreja, quanto é água que lava nossas mentes corações. Que Deus tenha misericórdia de nós.